DEN apresenta resultado parcial da meta fiscal trimestral em Vitória

 

Dando continuidade às ações da DEN (Diretoria Executiva Nacional) em prol do movimento de mobilização pela Campanha Salarial da Classe, os diretores Raul Cabadas Filho (Assuntos Parlamentares e coordenador do Comando Nacional de Mobilização) e Mário Pinho (Finanças) se reuniram na manhã de terça-feira (2/10) com Auditores-Fiscais da Alfândega do Porto de Vitória (ES).

Os diretores fizeram um breve histórico das tratativas com o Governo, relembraram o que levou a Classe a rejeitar a proposta apresentada pelo Executivo que propunha reajuste de 15,8%, parcelado em três vezes. Falaram das iniciativas do Sindicato para a intensificação da mobilização nessa nova etapa do movimento e, entre outros assuntos, reafirmaram a importância de se priorizar a operação crédito zero, tendo em vista a constatação da queda nos números relativos à meta fiscal. Os sindicalistas também esclareceram as mais diversas dúvidas dos Auditores relativas à Campanha Salarial.

Raul Cabadas Filho apresentou o resultado parcial da meta fiscal relativa aos últimos três meses que comprovam que a operação crédito zero vem surtido o efeito desejado. “No Brasil, no período de julho a setembro de 2012, houve redução da meta fiscal em quase 50%. De julho a setembro do ano passado, o crédito tributário alcançou R$ 17 bilhões, enquanto que nesse mesmo período do ano corrente, os números caíram para R$ 9 bilhões”, revelou Raul Cabadas Filho.

O diretor e coordenador do CNM lembrou que o Governo de forma açodada quis pressionar a Classe a aceitar uma proposta que não recupera as perdas passadas e nem repõe a inflação futura. “Se o Executivo quiser, ele tem toda a autonomia de encaminhar uma mensagem ao Congresso Nacional propondo a alteração na Lei de Diretrizes Orçamentárias”, afirmou.

Raul Cabadas Filho falou das atividades previstas pela Diretoria de Assuntos Parlamentares com o objetivo de beneficiar a Classe, como a apresentação de emendas à LDO, entre outras iniciativas, e falou sobre o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo CNM no que se refere aos plantões instalados para promover a divulgação do movimento de mobilização nas diversas regiões fiscais de todo o país.

Mário Pinho lembrou que a negociação com o governo foi iniciada ainda em 2011 e, desde então, o Executivo vem protelando na apresentação de uma proposta que atenda os anseios da categoria e que, de fato, reconheça a importância dos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) para o Estado Brasileiro. “É um movimento que agora terá um ritmo diferente e, por isso, requer um engajamento maior da Classe, principalmente no que se refere à operação crédito zero”, reforçou Pinho.

Ele ressaltou que o Governo só apresentou uma proposta de reajuste aos servidores por conta da pressão diante dos movimentos de mobilização dos servidores públicos. Daí a importância de os Auditores continuarem firmes e unidos na luta pela conquista das justas reivindicações. “Nesse momento, o movimento inicia uma nova fase. O CDS [Conselho de Delegados Sindicais] decidiu pela realização de uma plenária onde vamos definir claramente as nossas estratégias“, acrescentou. Pinho esclareceu que, além das discussões no CDS e na Plenária Nacional, a DEN continuará as visitas aos Auditores em diversas regiões do Brasil com a finalidade de tornar o movimento ainda mais forte e coeso.

Os sindicalistas também falaram do grupo criado para estudar a possibilidade de implementação de uma parcela extra-subsídio na remuneração da Classe com a utilização de recursos do FUNDAF (Fundo Especial de Desenvolvimento das Atividades de Fiscalização). O estudo acerca da verba extra ao subsídio deverá ter como princípio a manutenção da paridade entre ativos e aposentados.

O encontro com os Auditores da localidade teve o apoio da DS (Delegacia Sindical) Espirito Santos e contou com a participação do 1º vice-presidente da entidade, Leonildo Soares Júnior. Na parte da tarde, os sindicalistas estiveram na DRF (Delegacia da Receita Federal) em Vitória, encontro que contou com a participação de mais de 70 Auditores.

Nesta quarta (3/10) e quinta-feira (4/10), Raul Cabadas e Mário Pinho estarão no Rio de Janeiro. Lá, eles se reunirão com Auditores-Fiscais lotados na Delegacia de Grandes Contribuintes, da Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento e da Delegacia da Receita Federal do Brasil I.

Confira a programação abaixo:

 

 

 

 

 

 

Rio de Janeiro

3/10

Horário: 11 horas

Reunião: Auditores-Fiscais da RFB

Local: Delegacia de Grandes Contribuintes – Sala de Dinâmica

Endereço: Av. 1° de março, 06 – 7° andar – Rio de Janeiro/RJ

 

Horário: 15 horas

Reunião: Auditores-Fiscais da RFB

Local: Auditório da Delegacia da Receita Federal do Brasil de Julgamento

Endereço: Av. Presidente Antônio Carlos, 375, 13° andar, sala 1314 – Centro – Rio de Janeiro/RJ

 

 

 

Rio de Janeiro

4/10

Horário: 15 horas

Reunião/Visita: salas dos Auditores-Fiscais da RFB

Local: Delegacia da Receita Federal do Brasil I

Endereço: Av. Presidente Antônio Carlos, 375 – Centro – Rio de Janeiro/RJ

 

Conteúdos Relacionados