Site Congresso em Foco destaca trabalho do Unafisco

A atuação do Unafisco em prol da retirada dos itens que determinavam a publicização dos salários dos servidores federais e do local de exercício dos servidores, embutidos na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), aprovada pelos congressistas na noite de quarta-feira (15/7), foi destaque em matéria publicada no site Congresso em Foco na sexta-feira (17/7). Os parlamentares desistiram das duas exigências.

Durante dois dias (14/7 e 15/7), um grupo de dez Auditores-Fiscais acompanhou as discussões da LDO na CMO (Comissão Mista de Orçamento) e também no Plenário. Para subsidiar a ação, a DEN (Diretoria Executiva Nacional) elaborou um documento para ser entregue aos parlamentares que alertava sobre os perigos da divulgação dos nomes e dos vencimentos de servidores.

Segundo a matéria do site, os congressistas desistiram de exigir a divulgação da carga horária e do local exato de trabalho dos funcionários públicos a pedido de várias entidades sindicais. O mesmo texto destaca que foi o Unafisco Sindical que trabalhou pela retirada da expressão “local do exercício”. O site também enfatizou o esforço do Sindicato que representa os Auditores-Fiscais em retirar a publicidade das tabelas remuneratórias.

“Imagina se alguém faz um auto de infração de 20 ou 50 milhões de reais? Esses dados podem prejudicar o trabalho de fiscalização”, afirmou ao site o diretor-adjunto de Assuntos Parlamentares, João Santos.  Ele também reforçou que a medida não prejudica a transparência, porque a lotação já informaria tudo o que for preciso para a localização de eventuais fantasmas.

O Unafisco Sindical defende a transparência nos gastos públicos, mas reitera que tal medida, como estava na LDO, comprometia a intimidade, a segurança e a efetividade do trabalho executado pelos agentes de Estado.
 

Conteúdos Relacionados