Sindifisco e demais entidades do Fonacate fazem live sobre o Dia Nacional de Mobilização pelo Reajuste

O Sindifisco Nacional e demais entidades que integram o Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) realizaram uma live, nesta quarta-feira (8), em referência ao “Dia Nacional de Mobilização pelo Reajuste”. O objetivo é deixar claro ao governo que as categorias do serviço público federal vão acirrar o tom em atos reivindicatórios pela busca de uma nova proposta de reajuste salarial para 2024. 

O presidente do Fórum, Rudinei Marques, lembrou a falta de respostas para as pautas remuneratórias e não remuneratórias em discussão na Mesa Nacional de Negociação Permanente e ressaltou que falta vontade política para tratar dos pleitos dos servidores. “Para nós, fica claro que a intenção do governo é tratar da negociação entre abril e maio de 2024, e isso não podemos aceitar. Essa mobilização que começa hoje tem que se intensificar nas próximas semanas para que possamos colocar, de fato, a reposição das perdas salariais dos servidores na agenda do governo Lula”, disse. O presidente do Fonacate mencionou a realização de atos regionais e assembleias entre as afiliadas para discutir formas de acirramento na interlocução com o governo.  

Para o presidente do Sindifisco Nacional, Auditor-Fiscal Isac Falcão, o Dia Nacional de Mobilização marca um momento importante para o conjunto dos servidores: “Tenho certeza de que cada um do conjunto dos servidores públicos aqui representados anseia por colaborar para a reestruturação do Estado brasileiro. No entanto, não é possível que os salários sejam corroídos continuamente pela ação da inflação e não tenhamos uma resolução para isso.” 

Durante a live, que contou com participação presencial e remota, os representantes das entidades sindicais lembraram também do tratamento diferenciado aos servidores do Legislativo e do Judiciário, que tiveram seus reajustes garantidos para o ano que vem. Encerrada a transmissão, os representantes das entidades iniciaram as deliberações da pauta da última Assembleia-Geral do ano, que também tratou da campanha salarial de 2024, entre outros assuntos.   

Conteúdos Relacionados