Sindifisco defende convocação de todos os aprovados em concurso em reunião com chefe de gabinete do presidente da República

A Direção Nacional do Sindifisco se reuniu, na manhã desta quinta (18), com o chefe do Gabinete Pessoal do Presidente da República, Marco Aurélio Santana Ribeiro. Estavam presentes à reunião o presidente do sindicato, Auditor-Fiscal Isac Falcão, e os diretores Samuel Hilário Rebechi (diretor-secretário) e Floriano Martins de Sá Neto (diretor de Assuntos Parlamentares), além do deputado federal Rui Falcão (PT-SP). (veja vídeo)

O ponto central da reunião foi sobre a importância dos Auditores-Fiscais, e a consequente necessidade urgente de estruturação da Receita Federal, para a soberania do Estado brasileiro e para a questão federativa no que toca à União.

“Em relação à soberania, apresentamos à presidência da República a necessidade de o governo ampliar a presença de Auditores-Fiscais nas fronteiras do país”, disse Isac Falcão.

Sobre a questão federativa, o presidente do Sindifisco alertou o chefe de gabinete do presidente que é indispensável o reforço da União – via Receita Federal e trabalho dos Auditores – na fiscalização, arrecadação e julgamento dos tributos internos, especialmente os sobre o consumo, neste momento de regulamentação da Reforma Tributária.

“Defendemos a necessidade de o governo chamar brevemente os 25% de excedente dos aprovados, no concurso público realizado em março de 2023, mas não só eles – todos os aprovados, que podem ser convocados por meio de decreto presidencial”, afirmou Isac.

Conteúdos Relacionados