Proposta de reajuste é inaceitável na visão do CNM

O CNM (Comando Nacional de Mobilização) divulga nota com análise acerca da proposta de reajuste apresentada pelo Governo na última sexta-feira (17/8).

“Aceitar a proposta significa realizar prejuízos decorrentes dos efeitos inflacionários de quatro anos, relativo ao período de julho de 2008 até julho de 2012, estimado em 22%. Importante registrar que nossa atual remuneração é fruto da campanha salarial 2007, concluída em 2008. Ou seja, o cálculo das perdas foi feito naquele contexto”, avalia o CNM.

O Comando também conclama os Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) a se manterem firmes na mobilização a fim de que o Governo perceba a força da Classe e reveja sua proposta.

Conteúdos Relacionados