Plano de Aplicação do Fundaf: Direção Nacional se reúne com deputado federal Leonardo Monteiro

A 2ª vice-presidente do Sindifisco Nacional, Auditora-Fiscal Natália Nobre, e o diretor de Assuntos Parlamentares do sindicato, Auditor-Fiscal Floriano de Sá Neto, reuniram-se, nesta terça-feira (7), com o deputado federal Leonardo Monteiro (PT-MG).

Ao parlamentar, os Auditores-Fiscais alertaram para a greve iminente da categoria, que começa no próximo dia 20 em decorrência do não cumprimento integral do Plano de Aplicação do Fundaf. A 2ª vice-presidente esclareceu que o Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA) não observou o Plano de Aplicação do Fundaf, enviado pelo Ministério da Fazenda, e considerou um valor menor do que o definido pelo ministro Fernando Haddad. “Gostaríamos de contar com o seu apoio na interlocução com o governo federal. Precisamos de uma ação concreta do governo no sentido de cumprir o plano de aplicação, com alteração na Lei Orçamentária”, disse Natália Nobre a Leonardo Monteiro.

Regimento Interno

Os diretores informaram ao deputado sobre a audiência pública que será realizada na Comissão de Administração e Serviço Público (CASP), da Câmara dos Deputados, decorrente de trabalho parlamentar do sindicato que resultou em requerimento aprovado da deputada Erika Kokay (PT-DF).

Natália Nobre e Floriano de Sá Neto acrescentaram que, em atenção ao pleito do Sindifisco Nacional para a necessidade de ampliar a participação dos Auditores-Fiscais, o secretário da Receita Federal, Robinson Barreirinhas, suspendeu o processo de Regimento Interno.

O deputado Leonardo Monteiro afirmou aos diretores que iria levar os pleitos da categoria ao chefe de gabinete do ministro da Fazenda, Laio Correia Morais, e ao próprio ministro Fernando Haddad. O parlamentar disse ainda que fará contato com a bancada do PT na Câmara dos Deputados e com a bancada do PT em Minas Gerais, seu estado de origem, para colocar na pauta o debate sobre a reestruturação da Receita.

Conteúdos Relacionados