Operação-padrão e ato público intensificam a mobilização

Em busca das necessárias correções no texto do Decreto n° 11.545 e do cumprimento integral do Plano de Aplicação do Fundaf, Auditores-Fiscais deram uma demonstração de força e determinação durante a mobilização, nesta quinta-feira (19). As ações integram o calendário definido em Assembleia, com operação-padrão na Zona Primária e apagão na Zona Secundária toda quinta e sexta-feira do mês de outubro, que segue até novembro, quando as ações serão intensificadas para três dias por semana, com greve a partir do dia 20.   

No Rio de Janeiro, ocorreu nesta quinta operação-padrão no setor de bagagens do Aeroporto Tom Jobim/Galeão, com vistoria nas malas antes de seguirem para a esteira, o que gerou filas no saguão. Caso a greve seja deflagrada em novembro, mais de 150 mil passageiros poderão ser afetados por mês. No Porto de Itaguaí, houve a intensificação da vistoria nos veículos, formando também longas filas. 

No Porto Seco Rodoviário da Alfândega de Uruguaiana (RS), foi realizada verificação documental de mercadorias e dos veículos que ingressam no recinto aduaneiro. No serviço de despacho aduaneiro, Auditores fizeram as verificações físicas de 100% da carga. Também houve redirecionamentos de despachos por divergência de peso, com diminuição de tolerância na diferença entre o peso manifestado e o peso verificado na balança. 

A Delegacia Sindical de Londrina promoveu a quinta de apagão e café da mobilização. Na ocasião, o Comando Local de Mobilização (CLM) relatou as pautas objeto das reuniões entre o Comando Nacional de Mobilização (CNM), Direção Nacional e o Comando Regional de Mobilização (CRM), incentivando o acirramento do movimento da categoria. 

Ocorreu, ainda, um ato público no Porto do Rio de Janeiro. Pela Direção Nacional, o Auditor-Fiscal Alexandre Teixeira participou da ação, bem como Alex Figueiredo (coordenador do CRM-07 e do CLM-RJ), José Arinaldo Gonçalves Ferreira (Anfip Nacional e Anfip/RJ), Wilson Libutti e André Trajano (DS/Santos), Denise Esteves (delegada da Delegacia Regional da Receita Federal no Rio de Janeiro 2 – DRF2), Rosana Escudero (chefe da Assessoria Técnica do Porto), Paulo Werneck (Abafia), Luiz Fernando Del-Penho (presidente da DS/Rio), Artur Mattar (diretor de Defesa Profissional da DS/Rio), filiados e representantes de diferentes unidades da Receita Federal. 

Nesta sexta (20), os Auditores continuarão com a operação-padrão na Zona Primária e apagão na Zona Secundária, em continuidade à mobilização. 

Porto do Rio de Janeiro (RJ)

Aeroporto Tom Jobim/Galeão (RJ)

Itaguaí (RJ)

Uruguaiana (RS)

Londrina (PR)

Conteúdos Relacionados