Operação-Padrão dos Auditores provoca suspensão das atividades em fábrica argentina

Depois da suspensão de dezenas de indústrias em Manaus (AM), a mobilização dos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil) provocou a paralisação das atividades na fábrica de uma montadora de veículos na Argentina. A notícia foi destaque no jornal Clarin.

De acordo com a reportagem, a operação-padrão deflagrada pelos Auditores no dia 18 de junho tem prejudicado a chegada de insumos para a produção. Em função disso, os operários da fábrica só estão trabalhando quatro dias por semana, e, dessa forma, recebendo 75% dos salários. Ainda de acordo com o jornal, a operação-padrão também já havia provocado a suspensão das atividades de outra fábrica ligada ao setor no país em junho.

O Sindifisco Nacional reafirma que nunca foi a intenção dos Auditores-Fiscais prejudicar outros trabalhadores. Durante um ano e meio, a Classe priorizou a tentativa de diálogo, sem sucesso. O Governo tem ignorado todos os pleitos dos Auditores e se recusado a negociar, o que obrigou os Auditores a deflagrarem operação-padrão na zona primária e crédito zero na zona secundária.

Vale destacar que diante da intransigência do Governo, a mobilização não tem data para terminar e, em virtude da postura truculenta e antidemocrática adotada pelo Executivo, a tendência é que o movimento se intensifique. O Dia de Protesto Fora da Repartição realizado na quarta-feira (8/8) pode ser o início de uma nova fase da mobilização. O Governo é que vai decidir.

Conteúdos Relacionados