Sindicato prestigia encerramento de curso de formação

O presidente do Sindicato, Pedro Delarue, participou na segunda-feira (13/6) da solenidade de encerramento do curso de formação dos novos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil). O secretário-geral da entidade, Cláudio Damasceno, e o diretor-adjunto de Relações Intersindicais, Luiz Gonçalvez Bomtempo, também compareceram ao evento, na Esaf (Escola de Administração Fazendária).

O curso de formação teve duração de 28 dias, com aulas aos sábados e domingos. Os Auditores-Fiscais já passaram por três avaliações e, nesta terça-feira (14/6), enfrentarão a última, também de caráter eliminatório.

Compuseram a mesa da solenidade, o diretor-geral da Esaf e seu adjunto, Mauro Sérgio Bogéa e Renato Wilson Júnior respectivamente, além do coordenador de gestão de pessoas da RFB, Erico Pozenato. Também estiveram presentes o presidente da Unafisco Associação, Auditor-Fiscal Paulo Bouças, e a vice-presidente de Aposentadoria e Pensões da Anfip (Associação Nacional de Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), Léa Pereira Mattos.

Na solenidade, Delarue destacou aos novos Auditores-Fiscais a importância do cargo, considerado na Carta Magna brasileira como essencial para o funcionamento do Estado. “A própria Constituição afirma que sem a Receita Federal do Brasil e seus principais agentes, os Auditores-Fiscais, o Estado não teria condições de funcionar”, enfatizou.

O presidente relembrou que a essencialidade do trabalho está no lançamento do crédito tributário que o país precisa para fazer frente às suas necessidades de desenvolvimento e no combate à sonegação fiscal.

Delarue também falou sobre a importância da Receita Federal na questão da cidadania e da justiça fiscal. “Vocês serão intérpretes da legislação tributária, serão nossa frente de batalha nas fronteiras, nos portos e aeroportos, onde terão a função de combater o contrabando e o descaminho a fim de proteger a indústria nacional da concorrência desleal e também o emprego dos trabalhadores brasileiros”, disse. O sindicalista lembrou aos novos colegas que, agora, eles fazem parte de um corpo que também é responsável pela arrecadação previdenciária, tributos que correspondem a maior parte dos recursos que chegam aos menores municípios do Brasil.

Quanto ao Sindifisco Nacional, Pedro Delarue informou que há grupos que sempre lutam para retirar ou diminuir as prerrogativas do cargo de Auditor-Fiscal e que a entidade tem lutas históricas em defesa contra essas investidas. “Há interesses voltados para diminuir o papel do Auditor-Fiscal em prol da prevalência de interesses pessoais sobre o interesse público”, afirmou.

O presidente do Unafisco Associação, Paulo Bouças, falou aos novos Auditores-Fiscais sobre seu contentamento em seus 40 anos de RFB. “Esse é um trabalho envolvente, as pessoas reconhecem a importância da Receita Federal do Brasil”. A vice-presidente da Anfip, Léa Pereira Mattos, afirmou em seu discurso que a carreira é uma das mais importantes do país.

Os diretores da Esaf felicitaram os novos Auditores-Fiscais pelo empenho durante o curso e relembraram que ainda serão muitas as oportunidades em que eles estarão na Esaf para outros cursos de formação. Erico Pozenato lembrou os Auditores-Fiscais sobre a importância de empenhar esforços ao aprendizado, uma vez que o estágio probatório os acompanhará por três anos.

A cerimônia de encerramento foi finalizada com discurso do orador da turma,Adinoel Sebastião, que lembrou os esforços envidados para aprovação neste que é um dos certames públicos mais disputados e complexos do país. “O concurso para o qual dedicamos boa parte de nossas energias teve como traço marcante o pioneirismo que agregou novos desafios aos candidatos. Foi o primeiro concurso para Auditor-Fiscal da Receita Federal com provas discursivas. Inovou também ao prever o anexo dois, contemplando candidatos aprovados fora do número de vagas inicialmente previstas no edital”, destacou.

O Sindifisco Nacional empenhou todos os esforços para a convocação do curso de formação. Ao longo de vários meses, várias reuniões com a administração da RFB, com parlamentares e com diversas autoridades do Governo Federal foram realizadas, nas quais o sindicato ressaltou a importância das novas contratações para a Receita e para o país. A solenidade foi finalizada com um coquetel oferecido pelo Sindicato aos participantes do evento. 

{yoogallery src=[images/publicacoes/boletins/2011/06-Junho/Bol431/curso_de_formacao/]}

Conteúdos Relacionados