Imprensa de Marília volta a repercutir mobilização dos Auditores

Diversos veículos de comunicação de Marília (SP) repercutiram a Mobilização de Advertência de 48 horas dos Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil), programada para os dias 12 e 13 de maio. O diretor de Estudos Técnicos do Sindifisco Nacional e presidente da DS (Delegacia Sindical) local, Luiz Benedito, concedeu entrevista a jornais, emissoras de TV e rádios que destacam os motivos que levaram a Classe a se mobilizar.

Assim como a mídia nacional, a imprensa de Marília lembra que a mobilização é realizada em conjunto com outras carreiras do serviço público. “A paralisação de 48 horas dos auditores da Receita Federal e outras carreiras do funcionalismo público federal está confirmada. Por isso, hoje e quarta-feira (13), as categorias estão com suas funções suspensas em sinal de advertência ao governo que até agora não apresentou nenhuma proposta de reajuste salarial”, salienta o Diário de Marília, na matéria “Auditores da Receita paralisam atividades entre hoje e amanhã”.

No texto “Sem acordo com o Governo, Auditores param por 48 horas”, o jornal Bom Dia Marília sinaliza que se o Governo não apresentar uma proposta às reivindicações dos Auditores-Fiscais, haverá paralisação da categoria por tempo indeterminado a partir do dia 18 de junho. “Nessas paralisações que estamos fazendo, o objetivo não é prejudicar a população, por isso estamos atendendo as demandas que chegam e se não são atendidas podem trazer algum prejuízo para o contribuinte. Porém, se a greve for deflagrada, apenas 30% do contingente vai atender, conforme determina a lei”, salienta Luiz Benedito no texto.

No dia 31 de maio o Correio Marilense também anunciou a paralisação de advertência dos Auditores.

Conteúdos Relacionados