DRF/Itajaí agiliza despachos aduaneiros

A fim de conferir maior rapidez e segurança na recepção de documentos dos despachos aduaneiros e nos trâmites documentais, a DRF (Delegacia da Receita Federal do Brasil) Itajaí (SC) adotou um sistema que substitui a numeração desses documentos por códigos de barra.

O procedimento está regulamentado pela Portaria nº 1, publicada no DOU (Diário Oficial da União) de 6 de janeiro, e seus efeitos entram em vigor a partir de 22 de fevereiro, quando a DI (Declaração de Importação), DSI (Declaração Simplificada de Importação), DE (Declaração de Exportação) e DSE (Declaração Simplificada de Exportação) deverão ser emitidas, em duas vias, etiquetadas com os códigos de barras correspondentes ao número da declaração.

De acordo com o delegado substituto da DRF/Itajaí, Auditor-Fiscal Carlos Luciano Santana, a medida vai agilizar o trabalho na Delegacia. “Vamos fazer em fração de segundo o que antes levava tempo e ainda conferia insegurança, pois a digitação é passível de erro”, avaliou.

Ele ainda explicou que o programa gerador do código de barras para os despachos de importação e de exportação foi produzido em Uruguaiana (RS) e que será fornecido gratuitamente aos importadores, exportadores e respectivos representantes legais pelo setor de Importação e Exportação da DRF/Itajaí.

Conteúdos Relacionados