Greve da categoria: Sindifisco negocia com RFB os dias parados 

O Sindifisco Nacional iniciou as negociações com a Receita Federal para tratar da compensação dos dias parados durante a greve da categoria. Duas reuniões já foram realizadas e, nesta quinta-feira (28), o sindicato enviou ofício à Receita Federal requerendo o cancelamento dos casos de desligamento de Auditores-Fiscais do regime de teletrabalho em razão da mobilização. 

No último dia 22, os Auditores-Fiscais Gabriel Rissato Leite Ribeiro (diretor de Estudos Técnicos), Nory Celeste Sais de Ferreira (diretora de Defesa Profissional) e Luís Sergio Borges Fantacini (diretor-Adjunto de Administração e Finanças) estiveram na Receita Federal, em reunião com os Auditores-Fiscais Marcelo Nascimento Araújo (coordenador-geral de Gestão de Pessoas) e Késia Maruiti Okada (coordenadora de Administração de Pessoas) para tratar do assunto. 

A pauta também foi discutida na quarta-feira (27), em reunião com o presidente do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), Auditor-Fiscal Carlos Higino Ribeiro de Alencar. Representando o Sindifisco Nacional estavam presentes os Auditores-Fiscais Samuel Rebechi (diretor-secretário), Luiz Martins (diretor de Administração e Finanças) e Alexandre Teixeira (diretor suplente), além dos conselheiros Paulo Henrique Silva Figueiredo, Renan Gomes e Marco Aurélio de Oliveira Barbosa. Pelo Carf, também participaram Luiz Paulo Biazolo Vieira (chefe de Gestão de Pessoas), Thatiany Mendes de Oliveira Santiago (coordenadora de Gestão Corporativa) e Dario da Silva Brayner Filho (coordenador-geral de Gestão de Julgamento). 

A Direção Nacional reitera que não é razoável qualquer ação desviante, por parte de qualquer ocupante de cargo de chefia da Receita, com o intuito de retaliar a participação dos Auditores-Fiscais no justo movimento reivindicatório deflagrado pela categoria, em especial no momento em que se iniciam as negociações entre sindicato e administração da Receita para a compensação das horas não trabalhadas, conforme previsto no Termo de Acordo assinado pelo Executivo e pelo Sindifisco Nacional para a implementação do bônus.

A entidade informa aos filiados que eventuais denúncias sobre o assunto devem ser encaminhadas à Diretoria de Defesa Profissional (defesaprofissional@sindifisconacional.org.br). 

Conteúdos Relacionados