Aposentados recebem dicas sobre arte de ser feliz

No último dia do I Encontro Nacional dos Aposentados e Pensionistas da Receita Federal do Brasil, realizado em Foz do Iguaçu, os participantes receberam do professor Júlio Machado algumas dicas de "bem-viver", durante a palestra “Escolha ser feliz”.

O palestrante iniciou a explanação lembrando que o tema é instigante, já que a sociedade prega a felicidade como algo de outro mundo. “A impressão que a gente tem é de que a felicidade é sempre um prêmio a ser alcançado, conquistado, e não o agora. Por exemplo: conseguir tirar carteira de motorista, passar no vestibular, comprar um carro, aposentar-se”, exemplificou.

Para ele, o ato de ser feliz pode estar mais próximo do que se imagina. “O mundo fica novo quando a gente muda a forma de vê-lo, de encarar os fatos cotidianos. É preciso saber viver, ter a capacidade de Fênix, de se renovar e ‘descascar’ os olhos e os ouvidos como se fôssemos crianças aptas a ver pela primeira vez algo que para nós fazia parte da rotina”.

O professor citou ainda a indiferença como um dos males da modernidade que impede o acesso à felicidade. “Quando a gente não exercita o sentimento pelas mesmas coisas ou até mesmo por coisas simples da vida, a gente tem de repensar os nossos hábitos”, completou.


Encerramento – Após a tarde livre, prevista na programação do evento, os participantes prestigiaram a apresentação da Orquestra Paranaense de Viola Caipira da FAG (Faculdade Assis Gurgacz), cantando as "modas" caipiras junto com os componentes da orquestra. 

Em seguida, a diretora de Assuntos de Aposentadoria e Pensões, Clotilde Guimarães, conduziu três crianças à frente da plateia que, ao som do Hino Nacional tocado por violas, seguraram a bandeira brasileira em nome do Sindifisco e levaram todos a cantar, acompanhando os músicos, mais uma vez, de forma emocionada.

Ela convidou ainda para encerrar o evento cada um dos diretores de Aposentadoria e Pensões das Delegacias Sindicais, que se apresentaram nominalmente e identificaram sua DS, além dos diretores da DEN (Diretoria Executiva Nacional).

Ao parabenizar os participantes do encontro, o presidente do Sindicato, Pedro Delarue, destacou que o primeiro evento de aposentados e pensionistas após a unificação não se restringiu às discussões de política, assuntos jurídicos e qualidade de vida. “Fizemos amigos e revimos amigos. E é para isso que esse evento foi pensado. Além disso, aproveitamos o momento para cultivar um pouco da nossa cultura nas apresentações que tivemos na programação”, disse. 

Conteúdos Relacionados