Fonacate prepara paralisação nacional para dia 8 de novembro

Pressão. Esta será a resposta do Fórum Nacional de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) à decisão do governo de não apresentar proposta de reajuste na Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP). Em reunião nesta quinta-feira (26), os representantes das entidades que compõem o Fonacate deliberaram pela realização de uma paralisação nacional no dia 8 de novembro. O diretor de Assuntos Parlamentares, Auditor-Fiscal Floriano Sá Neto, participou em nome do Sindifisco Nacional. 

A avaliação geral dos integrantes do fórum é que o governo adiou a reunião prevista para o dia 23 de outubro para postergar a negociação até o fim do prazo da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). A expectativa do grupo é que o Executivo tente empurrar a negociação para o próximo ano. Para evitar que isso aconteça, foi marcada a paralisação para enviar sinalização contundente de que as carreiras típicas de Estado não irão aceitar o retorno do governo de forma passiva. 

Qualquer que seja a proposta do governo, no entanto, será alvo de intensa disputa. Diante disso, é fundamental que os servidores das carreiras típicas de Estado sinalizem para o governo a sua relevância e força, participando das atividades que serão propostas a partir de agora.  

Conteúdos Relacionados