Portal reunirá informações dos candidatos

A partir desta quinta-feira (29/7),começa a funcionar o portal Ficha Limpa (www.fichalimpa.org.br), meio que reunirá informações sobre candidatos que estão em dia com as regras da Lei do Ficha Limpa e que se comprometeram a prestar contas de campanha pela internet.

O site tem como finalidade receber o cadastro de candidatos (feito pelos próprios políticos) que disponibilizarão os documentos necessários para comprovar que se enquadram nas condições da Lei 135/2010, trazendo mais transparência às candidaturas.

O portal conta com diversas análises, exibidas em gráficos, que mostram os candidatos que se cadastraram no site por estado, por cargo eletivo e também por aprovação de contas. No portal também há um espaço para denúncias e consultas.

A estimativa é que os candidatos sejam fiscalizados por cerca de mil entidades, além dos internautas e dos próprios adversários políticos. Nesta eleição, a página será voltada para candidatos a presidente, governador, senador e deputado federal.

Todos os partidos receberam o aviso de lançamento do portal, mas o cadastramento é voluntário. No entanto, até as 16 horas desta quinta-feira nenhum candidato havia se cadastrado no site.

A iniciativa é do MCCE (Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral), da Abracci (Associação Brasileira Contra a Corrupção e a Impunidade) e do Instituto Ethos, que vai gerenciar o portal, em São Paulo.

Luta – O Sindifisco Nacional é uma das entidades parceiras do MCCE e apoiou o movimento junto às demais 47 entidades envolvidas em prol da aprovação do PL (Projeto de Lei) que dei origem a Lei 135/2010, em vigor desde o dia 7 de julho de 2010.

A campanha pela aprovação do projeto durou dois anos. Em setembro de 2009, o presidente da Câmara, deputado Michael Temer (PMDB/SP), recebeu a proposição e junto com ela 1,3 milhão de assinaturas. Durante a tramitação no Congresso Nacional, a proposta ganhou ainda mais apoio e o número de assinaturas chegou a quase 2 milhões.

Conteúdos Relacionados