Estudo do Sindifisco sobre prejuízos ao erário do JCP é tema de reportagem do Estadão 

A perda de arrecadação em função do Juro sobre Capital Próprio (JCP) é tema de um estudo do Sindifisco Nacional que foi destaque na edição dessa quarta-feira (10), do jornal O Estado de São Paulo. Nos últimos 21 anos, o país deixou de arrecadar R$ 208 bilhões com a ferramenta usada por grandes empresas para distribuir lucros a sócios e acionistas pagando menos tributos federais. 

O vice-presidente do Sindifisco, Auditor-Fiscal Tiago Barbosa, foi ouvido pela reportagem. “Para termos mais justiça fiscal, é urgente que o JCP seja extinto, uma ação tão importante quanto a volta da tributação sobre lucros e dividendos. São dois benefícios que estão intimamente ligados e que causam prejuízo bilionário ao erário”, defendeu. 

Ainda segundo a matéria publicada no Estadão, o JCP está “na mira da equipe do ministro da Fazenda, Fernando Haddad, na meta pelo déficit zero”, apesar da resistência do Congresso Nacional e do setor privado.  

Conteúdos Relacionados