Em Manaus, Assembleia conjunta com Sindireceita

As DS (Delegacias Sindicais) em Manaus do Sindifisco Nacional e do Sindireceita (Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil) realizaram a segunda Assembleia Conjunta no dia 23 de maio de 2014, às 14h30, na sede do Sindifisco local como parte das mobilizações nas quartas-feiras de maio. Com a participação de 40 Auditores Fiscais e Analistas Tributários, o encontro tratou de ações conjuntas, em âmbito local, a serem realizadas em prol da Carreira Auditoria da Receita Federal do Brasil em Manaus.

Diversos assuntos foram debatidos pelas categorias. Problemas estruturais e de contrato dos prédios da Alfândega do Porto de Manaus e da Delegacia da Receita Federal em Manaus foram tratados na reunião. A resolução da plenária foi realizar uma reunião entre as Delegacias Sindicais do Sindifisco e do Sindireceita e as administrações das duas unidades da Receita Federal em Manaus, solicitando a participação da Cipol.

Outro item da pauta da Assembleia Conjunta foi a migração de atribuições de setores da Alfândega do Porto de Manaus para a Delegacia da Receita Federal do Brasil em Manaus. A plenária decidiu que será realizada reunião com os setores envolvidos para se ter uma avaliação técnica dos impactos, positivos e negativos, ocasionados pela decisão da Administração. Após avaliação, será solicitada reunião para localmente tratar do caso e, posteriormente, encaminhar o assunto para as DENs (Diretorias Executivas Nacionais).

A dificuldade da fixação de servidores na cidade de Manaus também foi debatida no encontro. A plenária decidiu constituir uma comissão, para que a mesma relacione diversas informações sobre a situação, listando de motivos que estimulam a saída de servidores e sugestões de ações que poderiam promover a permanência de Auditores Fiscais e Analsitas Tributários nas unidades locais. As informações servirão de base para a produção de um relatório que será apresentado à Administração.

Por fim, foi discutido o adiantamento da última parcela dos 15% e o bônus vinculado à eficiência. A plenária direcionou os assuntos para serem discutidos em reunião dos comandos de mobilização local.

A próxima Assembleia conjunta está marcada para a segunda quinzena do mês de junho, quando serão apresentados os primeiros resultados das decisões deliberadas pelas categorias.

Conteúdos Relacionados