Diretoria Executiva recebe líderes das frentes em defesa do serviço público

Terminou, nesta quinta (24), a reunião da Diretoria Executiva iniciada ontem, no hotel San Marco, em Brasília. O encontro em formato híbrido teve como pauta principal a mobilização dos Auditores-Fiscais pela recomposição do orçamento da Receita Federal, pela realização de concurso público e pela regulamentação do programa de produtividade da Casa.

Também foram discutidos temas como: plano de trabalho da Diretoria de Assuntos Parlamentares; apresentação do Comitê de Segurança da Informação; filiação à Internacional dos Serviços Públicos; participação do Sindifisco em fóruns sobre a Reforma Tributária; entre outros.

Frentes Parlamentares

Ainda por ocasião da reunião, a Diretoria Executiva recebeu a visita de dois parlamentares. O presidente da Frente Servir Brasil, deputado Professor Israel Batista (PV-DF), e a presidente da Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público, deputada Alice Portugal (PCdoB-BA) conversaram com os representantes do Sindifisco Nacional sobre as ameaças que rondam o serviço público.

Professor Israel fez um relato sobre toda a articulação que culminou na não votação da PEC 32/2020, que trata da Reforma Administrativa. Apesar do resultado favorável, o deputado não descarta a possibilidade de a proposta voltar à pauta do Congresso Nacional no intervalo entre o primeiro turno das eleições gerais e o fim da legislatura. Diante disso, solicitou o reforço na atuação do Sindifisco, que já integra a frente, nas atividades para sepultar de vez a PEC 32.

No caso da deputada Alice Portugal, a conversa foi um convite para que o sindicato se junte às demais entidades que integram a frente. “Vocês são donos de grandes particularidades. Mas para nós seria um reforço enorme em uma frente cuja grande base massiva do serviço público se encontra. Contar com vocês seria uma honra de grande importância”, avaliou a parlamentar, formalizando o convite. O objetivo é fortalecer as discussões que visam reverter as inúmeras reformas que contribuíram para a precarização do serviço público.

O presidente do Sindifisco aceitou o convite e se comprometeu com a participação do sindicato, a partir da próxima semana, nas atividades de rotina da frente. “Estamos unidos na luta contra a Reforma Administrativa que atinge não apenas o Auditor-Fiscal, como servidor público, ou a Receita, como órgão público. Essas reformas atingem todos os setores do serviço público, com prejuízos para toda a população”, afirmou.

Conteúdos Relacionados