Decipex não fez lançamento do benefício especial para Auditores-Fiscais que se aposentaram em junho

Depois de a Diretoria de Centralização de Serviços de Inativos, Pensionistas Órgãos Extintos (Decipex) assumir falha no lançamento do bônus de aposentados e pensionistas, o órgão anunciou que o benefício especial (BE) – daqueles Auditores-Fiscais que aderiram ao Regime de Previdência Complementar (RPC) e tiveram as aposentadorias concedidas em junho – não será pago no contracheque de julho.

A informação foi confirmada após questionamento da Diretoria de Assuntos de Aposentadoria e Pensões, do Sindifisco Nacional, e contraria o que foi divulgado pelo próprio órgão após reunião com o sindicato, em abril. Na ocasião, a equipe da Decipex alegou que havia um problema no sistema informatizado e assumiu o compromisso de realizar os cálculos individualizados, a fim de não prejudicar os Auditores-Fiscais que estavam recebendo o bônus correspondente a 1/3 da remuneração dos Auditores ativos.

Histórico

Os Auditores-Fiscais que haviam se aposentado no início do ano tiveram seus benefícios adequados em junho. Já os novos pedidos de aposentadoria, que estavam paralisados em função do mesmo problema, foram concluídos em junho. No entanto, a Decipex não procedeu o devido lançamento do benefício e nem o acerto referente aos meses não pagos. A falha só deve ser corrigida na folha de pagamento de agosto.

A Diretoria de Assuntos de Aposentadoria e Pensões acha muito grave que falhas como essa aconteçam. Para o sindicato, esses erros impactam diretamente a vida dos Auditores-Fiscais, restringindo os direitos daqueles que dedicaram anos das suas vidas ao país. Diante das dificuldades impostas aos aposentados e pensionistas desde a criação da Decipex, o Sindifisco Nacional defende que a gestão das aposentadorias e pensões retorne aos órgãos de origem de cada categoria. O posicionamento será debatido com o Ministério da Gestão e da Inovação.

Conteúdos Relacionados