Jornal erra ao anunciar prisão de Auditores

O jornal cearense “O Povo” informou erroneamente na edição desta quarta-feira (24/6) a prisão de Auditores-Fiscais da RFB (Receita Federal do Brasil), que estariam envolvidos em um suposto esquema de cobrança de propina para regularização fiscal.

De acordo com a reportagem intitulada “Dez pessoas presas em operação da PF”, os Auditores fariam parte da quadrilha investigada pela PF (Polícia Federal). “Entre os presos, conforme a PF, estão três auditores da Sefaz [Secretária da Fazenda], seis auditores da Receita Federal e um empresário”, afirma o texto.

A publicação, no entanto, equivocou-se ao informar sobre a prisão dos Auditores-Fiscais, vez que os seis citados na matéria estavam atuando em conjunto com a PF na investigação e identificação dos supostos criminosos.

Assim que tomou conhecimento do equívoco cometido pelo jornal, a DEN (Diretoria Executiva Nacional) entrou em contato com a chefia de redação do jornal, que informou já estar preparando uma nova matéria a ser publicada na edição desta quinta-feira (25/6), retificando a informação. 

Sobre esse mesmo assunto, a DS (Delegacia Sindical) Ceará também encaminhou comunicado ao diretor-geral de jornalismo de “O Povo”, Arlen Medina Néri, solicitando a correção da notícia. Confira também nota divulgada pela DS sobre o assunto.

Conteúdos Relacionados