Delegados aprovam propostas para a Campanha Salarial

Os delegados sindicais presentes à reunião do CDS (Conselho de Delegados Sindicais) em Aracaju (SE) apreciaram, na tarde de quarta-feira (14/9), as propostas apresentadas à Mesa Diretora para a continuidade da Campanha Salarial. Ao todo foram aprovados 10 itens que, antes de serem colocados em ação, deverão ser ratificados pela Classe em Assembleia Nacional.

Dentre as propostas aprovadas pelo plenário do CDS está a que propõe que a DEN (Diretoria Executiva Nacional)  entre com ação judicial com o objetivo de  garantir o reajuste anual de vencimentos, conforme determina a Constituição Federal.  Os delegados também aprovaram proposta que sugere a solicitação de audiências com os ministros da Fazenda e do Planejamento para reforçar a reivindicação de reajuste da categoria.

A recomendação de que a DEN crie na página inicial do site um banner onde deverão estar concentradas todas as informações relativas à Campanha Salarial e a  mobilização da Classe, foi outra proposta ratificada pelos delegados.

O plenário aprovou ainda proposta sugerindo que o Comando Nacional de Mobilização se faça presente em todos os fóruns nacionais do Sindicato e instale o estado de mobilização, com custos supridos pelo Fundo de Mobilização. Outra proposta prevê  recomendação à DEN de que sejam realizadas caravanas de Auditores-Fiscais à Brasília quando das audiências da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 443/09, uma vez que a matéria é de suma relevância para a Classe. A PEC prevê a fixação dos subsídios das carreiras da Advocacia-Geral da União e das Procuradorias dos Estados e do Distrito Federal em 90,25% do subsídio mensal fixado para os ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).  

Ainda entre as propostas aprovadas,  está uma que determina a realização de paralisação e/ou operação padrão pontuais, preferencialmente em conjunto com as demais entidades representativas das carreiras da campanha conjunta (Delegados e Peritos da Polícia Federal, Advogados Geral da União, Auditores-Fiscais do Trabalho). Outra que sugere a criação de calendário conjunto de paralisação com a CNESF (Coordenação Nacional de Entidades de Servidores Federais), e demais entidades, contra o PL 1992/07 e realização de seminário no Congresso Nacional, em momento oportuno. O PL, entre outras normas, propõe a criação da Previdência Complementar para os servidores públicos. 

No entendimento dos delegados, a PEC 443/09 e o PL 1992/07 são propostas importantes para a Classe e, por isso, também devem ser bandeira de luta na Campanha Salarial.

As propostas aprovadas foram apresentadas pela DEN e pelas delegacias sindicais de Joinville (SC), Niterói (RJ), Poços de Caldas (MG), Piracicaba (SP), Governador Valadares (MG) e Recife (PE).

Conteúdos Relacionados