Delegados debatem mudanças para o Conaf

 

Durante a tarde de segunda-feira (12/9), na reunião do CDS (Conselho de Delegados Sindicais), em Aracaju (SE), foi apresentado aos delegados sindicais o relatório do Conaf/2010 (Congresso Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil), realizado em novembro do ano passado, em Florianópolis (SC). Após a apresentação, o então presidente da Comissão Organizadora do Congresso, Edes Nascimento, respondeu aos questionamentos dos delegados relativos às despesas com o evento e prestou esclarecimentos sobre algumas situações específicas ocorridas durante o evento. 

Em seguida, integrantes da “Comissão para Reformulação do Conaf” apresentaram o relatório de reformulação do Congresso. A criação da Comissão foi sugerida pela DEN (Diretoria Executiva Nacional) e aprovada no CDS, realizado em Belo Horizonte (MG) no mês de março. Ela é formada pelos Auditores-Fiscais Raul Chamadoiro Cabadas Filho (SE), Rosane Lubini (SC), Rosíris Barbosa (SC), João Cunha da Silva e Rogério Said Calil.

O relatório apresentado pela Comissão contém uma avaliação detalhada do Conaf/2010, além de recomendações à comissão organizadora dos futuros congressos sobre possíveis locais de realização do evento, programação, divisão dos grupos temáticos e prioridades nos debates de teses temáticas. No documento, a Comissão propõe ainda alterações estatutárias no que se refere à realização do Congresso.

De acordo com a comissão, foram incluídas na proposta sugestões encaminhadas pelas DS (Delegacias Sindicais), pela DEN e por alguns filiados. Ao fim da apresentação, os integrantes do grupo esclareceram as dúvidas dos delegados acerca do relatório.

A votação do relatório se dará nesta terça-feira (13/9), quando a reunião será retomada.

Ainda na tarde do primeiro dia da reunião do CDS, ocorreu a análise de conjuntura. Na ocasião, os delegados sindicais e integrantes da DEN (Diretoria Executiva Nacional) abordaram temas como a Campanha Salarial 2011; o PL 1992/07, que propõe a criação da Previdência Complementar dos servidores públicos; os reflexos da crise  econômica internacional para o Brasil, principalmente, no que se refere aos servidores públicos federais e à economia do país.   

Também na tarde de segunda-feira, o plenário do CDS aprovou o item 3 da pauta, que propunha uma pequena revisão no texto do parágrafo 4º, do artigo 16 do Regimento Interno do CDS. 

Conteúdos Relacionados