Auditores-Fiscais manifestam profundo pesar pelo ataque a médicos

O Sindifisco Nacional manifesta pesar pelo brutal assassinato dos médicos Diego Ralf Bomfim (35), Marcos de Andrade Corsato (62) e Perseu Ribeiro Almeida (33) e pela tentativa de assassinato contra Daniel Proença (32), na madrugada desta quinta-feira (5), no Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, solidariza-se com amigos e familiares das vítimas, em especial, os deputados Sâmia Bomfim (Psol-SP) e Glauber Braga (Psol-RJ). 

Os assassinatos com características de execução, além de chocar pelo nível da violência, acendem o alerta para a hipótese de que se tratem de mais um crime político. As primeiras informações são de que os alvos dos assassinos são profissionais de conduta ilibada com atuação em hospitais de São Paulo que estavam no Rio de Janeiro para participar de um congresso internacional de ortopedia. 

A investigação está na fase inicial. A princípio, não se descarta nenhuma hipótese de motivação. A única certeza é que se trata de um crime de execução, já que câmeras de segurança registraram que os três assassinos chegaram atirando contra as vítimas, dispararam mais de trinta tiros e fugiram sem levar nada. 

Embora inúmeras sejam as possibilidades de motivação, não se pode afastar a hipótese de que o alvo dos bandidos fosse o médico Diego Ralf Bomfim como retaliação à atuação firme e combativa da deputada Sâmia Bomfim, bem como do seu marido, o deputado Glauber Braga. Ambos já denunciaram ameaças de morte contra eles e seus familiares. 

A Direção Nacional do Sindifisco defende que a apuração desses crimes ocorra de forma séria e célere. Qualquer que seja a motivação, é preciso que se faça justiça. A descoberta da verdade e a punição dos culpados é o que se espera de qualquer investigação policial. A sociedade brasileira está farta de impunidade! 

Conteúdos Relacionados