Ato público: Sindifisco se une ao Fonasefe para cobrar reajuste do vencimento básico nesta quarta-feira (3)

O reajuste do vencimento básico em 2024 é o foco do ato público que será realizado nesta quarta-feira (3), às 10h, em frente ao prédio do Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), em Brasília. A manifestação foi convocada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) e terá a participação do Sindifisco Nacional e outras de diversas entidades representativas dos servidores públicos. 

Desde o ano passado, os servidores do Executivo vêm tentando negociar com o governo a correção das perdas inflacionárias no vencimento básico – perdas que já ultrapassam os 30% -, nas reuniões da Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP). No entanto, para 2024, o governo só ofereceu reajustes nos benefícios alimentação, saúde e creche, o que não contempla os aposentados e os pensionistas.  

As entidades que compõem o Fonasefe apresentaram uma contraproposta com reajuste de 22,71% para aqueles que firmaram acordo por quatro anos (2016 e 2019), que é o caso dos Auditores-Fiscais. O percentual seria dividido em três parcelas iguais de 7,06% em 2024, 2025 e 2026. Mas, na última reunião, o secretário de Relações de Trabalho, José Lopez Feijóo, manteve a proposta de recomposição de 9% entre 2025 e 2026 e de reajuste zero para este ano.  

O ato público desta quarta-feira pretende mostrar a indignação dos servidores diante do tratamento que vem sendo dado pelo governo. “O MGI tem divulgado na imprensa que, havendo aumento de arrecadação, se abriria espaço orçamentário para o reajuste. Em janeiro, houve recorde de arrecadação. Em fevereiro, foi registrado o melhor resultado da arrecadação para o mês desde 1995. Somados os dois meses, o montante arrecadado foi de R$ 441,86 bilhões, o que representa um aumento de 8,98%”, diz o diretor de Assuntos de Aposentadoria e Pensões, Auditor-Fiscal Roberto Kasai. “É importante participarmos dos atos de mobilização pelo reajuste em conjunto com todas as entidades sindicais e associativas.” 

Calendário de mobilização  

Além do ato público, a pauta do vencimento básico está em outras agendas importantes em abril. No dia 16, às 16h, as reivindicações dos servidores serão debatidas em audiência pública no Congresso Nacional, requerida pela deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP). No dia seguinte (17), os servidores do país inteiro se encontrarão em Brasília para uma grande marcha pela recomposição salarial. No dia 18, cada categoria realizará atividades específicas de mobilização. 

Conteúdos Relacionados