A mobilização dos Auditores Fiscais em Foz do Iguaçu (PR) causou transtornos e atraso nas importações e exportações, na terça-feira (6/12). No início da noite, cerca de 1.300 caminhões aguardavam a liberação, no Porto Seco, das mercadorias vinda do Paraguai pela Ponte da Amizade.

Os Auditores Fiscais cumprem as determinações da Assembleia Nacional e do comando de mobilização, após a deflagração da greve da categoria, a partir do dia 1º de novembro. A Classe pressiona o Governo pela regulamentação, por decreto, do Bônus de Eficiência criado pela Lei 13.464/17.

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o Auditor Fiscal Alfonso Burg, da DS (Delegacia Sindical) Foz do Iguaçu, defendeu as ações de mobilização. “Continuamos mobilizados e com disposição de seguir em frente”, declarou. “Nós esperamos que os colegas das outras unidades aduaneiras também continuem unidos para que a gente consiga o resultado positivo que buscamos”.

Mensagens do CNM

_Área Segura