O Sindifisco Nacional participou na terça-feira (5/12), do Ato Público contra a Reforma da Previdência e a MP (Medida Provisória) 805, em frente à sede do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), em Brasília. A manifestação promovida pelo Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas de Estado), que tem o Sindifisco como entidade parceira, contou também com a presença de outras entidades representativas dos servidores públicos.

O presidente do Sindifisco, Auditor Fiscal Claudio Damasceno, juntamente com o diretor de Assuntos Internacionais e Intersindicais, Auditor Fiscal Luiz Bomtempo, estiveram no ato. Damasceno fez duras críticas à Reforma da Previdência e enfatizou que os Auditores Fiscais que são os responsáveis pela arrecadação das contribuições previdenciária, pela fiscalização e combate à sonegação não aceitaram que essa reforma seja aprovada.

“Os Auditores Fiscais são contrários a essa Reforma da Previdência. O Sindifisco entende que o Governo deveria fazer um debate mais amplo e está atropelando a discussão sobre o assunto. Essa é a hora de todos os servidores públicos estarem unidos para combater mais essa tentativa de desqualificar o serviço público”, disse Claudio Damasceno.

Claudio Damasceno também destacou os riscos que os servidores públicos correm com a aprovação da MP 805 - que adia para 1º de janeiro de 2019 os reajustes salariais previstos para várias categorias do Poder Executivo e altera a contribuição previdenciária dos servidores de 11% para 14%.

A DEN (Diretoria Executiva Nacional) tem realizado diversas ações contra a Reforma da Previdência. Na Câmara dos Deputados, através da DAP (Diretoria de Assuntos Parlamentares) a Diretoria Executiva tem centrado esforços na articulação junto a parlamentares que ainda não fecharam posição quanto ao voto da Reforma e apresentando os prejuízos que essa medida, caso adotada, trará aos trabalhadores. 

  

_Área Segura