DEN participa de reunião no Senado em Defesa da Previdência Social

A vice-presidente do Sindifisco Nacional e a diretora de Relações Internacionais e Intersindicais, Maria Cândida Capozzoli e Juliana Simas, participaram, na tarde de quarta-feira (19/4), de mais uma reunião da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social, oportunidade em que divulgaram o evento Correio em Debate, que ocorrerá no dia 25 de abril e vai discutir a Reforma proposta pelo Governo Federal. A Frente é coordenada pelo senador Paulo Paim (PT/RS) e pelo deputado Arnaldo Faria de Sá.

“Este é um evento para levar esclarecimentos à sociedade, não podemos mais falar dos prejuízos da Reforma da Previdência para nós mesmos. Vamos reunir especialistas no tema e, em três blocos, vamos debater todos os prejuízos que esta reforma traz para a sociedade”, informou a vice-presidente.

O evento promovido pelo Sindicato terá transmissão ao vivo em seu site e pelo Jornal Correio Braziliense, de 14h30 às 19hs. Importante informar que as inscrições para participação presencial no debate ainda estão abertas e podem ser feitas aqui.

As reuniões da Frente Parlamentar têm sido preparatórias para a grande mobilização nacional, marcada para o dia 28 de abril, na qual os trabalhadores estão convocados a tomar as ruas do país e protestar contra a Reforma da Previdência, a Trabalhista e ainda contra a Terceirização.

O senador Paulo Paim propôs e o conjunto das diversas entidades associativas e sindicatos aprovaram que as Reuniões da Frente Parlamentar debatam a Reforma da Previdência e do Trabalho conjuntamente. “As reformas estão interligadas. Nossa meta aqui é lutar contra o pacote de reforma que apresenta prejuízos aos trabalhadores”, sintetizou Paim.

O deputado Arnaldo Faria de Sá afirmou estar confiante no movimento do dia 28 de abril. “O movimento está crescendo em todo país e promete impactar a votação do relatório da Reforma da Previdência, que deve acontecer nos primeiros dias de maio”, destacou o deputado.

Na abertura dos trabalhos da Frente, o diretor de Atuação Parlamentar do IBDP (Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário), Diego Cherulli falou sobre o relatório da Reforma da Previdência, de autoria do deputado Arthur Maia (PPS/BA) apresentado como substitutivo à PEC 287/16. “Nada de relevante ou socialmente justo foi considerado, mantendo a maioria dos pesares e demonstrando a completa dissociação da vontade do governo à realidade e vontade do povo brasileiro”, diz trecho da Carta elaborada pelo advogado e aprovada como Carta de Repúdio da Frente Parlamentar.

Na mesma linha, o presidente da ANPT (Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho), Ângelo Fabiano Costa apresentou Nota Pública da entidade através da qual a os procuradores do Ministério do Trabalho manifestam posição contrária ao relatório substitutivo ao PL (Projeto de Lei), 6787/16, apresentado no último dia 12 de abril pelo deputado Rogério Marinho (PSDB/RN). “O substitutivo piora o texto inicial, multiplicando o potencial danoso da proporção legislativa de retirada de direitos trabalhistas e de diminuição da proteção dos trabalhadores”, explicou ao entregar a nota à Frente Parlamentar.

Um conjunto de vereadores do estado da paraíba também participaram da reunião. Eles vieram ao Congresso Nacional para dizer aos deputados e senadores que vão trabalhar para que nenhum dos parlamentares que votarem pela Reforma da Previdência volte ao Congresso Nacional.

A próxima reunião da Frente Parlamentar acontece no dia 25 de abril, quando também acontecerá o lançamento CPI da Previdência Social.

 
Copyright © 2015 .: Sindifisco Nacional :. SDS Conjunto Baracat 1º andar, salas 1 a 11, Asa Sul, Brasília-DF - Cep: 70392-900 Fone (61) 3218 5200 - Fax (61) 3218 5201

_Área Segura